segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Pode invadir ou chegar com delicadeza, mas não tão devagar que me faça dormir. Não grite comigo, tenho o péssimo hábito de revidar. Acordo pela manhã com ótimo humor mas ... permita que eu escove os dentes primeiro. Toque muito em mim, principalmente nos cabelos e minta sobre minha nocauteante beleza. Tenho vida própria, me faça sentir saudades, conte algumas coisas que me façam rir, mas não conte piadas e nem seja preconceituoso, não perca tempo, cultivando este tipo de herança de seus pais. Viaje antes de me conhecer, sofra antes de mim para reconhecer-me um porto, um albergue da juventude. Eu saio em conta, você não gastará muito comigo. Acredite nas verdades que digo e também nas mentiras, elas serão raras e sempre por uma boa causa. Respeite meu choro, me deixe sózinha, só volte quando eu chamar e, não me obedeça sempre que eu também gosto de ser contrariada. ( Então fique comigo quando eu chorar, combinado?). Seja mais forte que eu e menos altruísta! Não se vista tão bem... gosto de camisa para fora da calça, gosto de braços, gosto de pernas e muito de pescoço. Reverenciarei tudo em você que estiver a meu gosto: boca, cabelos, os pelos do peito e um joelho esfolado, você tem que se esfolar as vezes, mesmo na sua idade. Leia, escolha seus próprios livros, releia-os. Odeie a vida doméstica e os agitos noturnos. Seja um pouco caseiro e um pouco da vida, não de boate que isto é coisa de gente triste. Não seja escravo da televisão, nem xiita contra. Nem escravo meu, nem filho meu, nem meu pai. Escolha um papel para você que ainda não tenha sido preenchido e o invente muitas vezes.Me enlouqueça uma vez por mês mas, me faça uma louca boa, uma louca que ache graça em tudo.Goste de música de um esporte não muito banal. Não invente de querer muitos filhos, me carregar pra missa, apresentar sua familia... isso a gente vê depois ... se calhar ... Deixa eu dirigir o seu carro, que você adora. Quero ver você nervoso, inquieto, olhe para outras mulheres, tenha amigos e digam muitas bobagens juntos. Não me conte seus segredos ... me faça massagem nas costas. Não fume, beba, chore, eleja algumas contravenções. Me rapte! Se nada disso funcionar ... experimente me amar!

Martha Medeiros

Nerds dos tempos atuais




Vai dizer se tão ou não de brincadeira comigo?quem nos dias de hoje não pegaria um nerd desse?acredito que até eu que so mais boba ja teria fisgado uns desses a muito tempo pra fazer calculos lá em casa.HAHAHAHAHA

Jim Parsons é o Sheldon Cooper do seriado The Big Bang Theory que é uma sitcom americana.A série conta a história de Leonard e Sheldon,dois nerds gênios em física que conhecem fórmulas indecifráveis,cuja inteligência,no entanto,não os ajuda a interagir com as pessoas,principalmente mulheres.








É,só em ficção americana pra um nerd desse não "interagir" bem com as mulheres mesmo.

Zelador

No domingo veio o Gustavo. Esse eu confesso que não é o que se pode chamar de irmãozinho, ainda que a gente já tenha tomado muitos banhos juntos. Mas olha, seu Zé, que menino mais fofo: veio me trazer um presente. Uma luminária super bonita, dessas de chão. Você não acha que ele mereceu aquele beijo que eu dei nele no elevador? Eu sei que o senhor viu, sei bem. E sei também que o senhor viu que não foi bem um beijinho inocente. Mas ele não merece? Um presente bacana desses, veja só! O senhor entende, né?Na terça tava um silêncio danado na rua, a maior paz. E eu sei que acordei o senhor. O senhor tava lá dormindo escondidinho na guarita, não tava? E eu no interfone desesperada pra subir logo. Mas o senhor logo entendeu meu desespero, não foi? Não vou enganar o senhor não, pra esse eu dei mais do que um beijo safado no elevador e uma mordiscana irmã no braço. Pra esse eu dei banho e fiz até torrada no café da manhã. O senhor viu como ele era bonito? Nossa. Ah, o senhor reparou também que ele é bem mais novo do que eu? Caramba, seu Zé, mas tá tão na cara assim? Só porque ele usa o moletom da faculdade? Aliás, que moletom mais cheiroso, seu Zé. Que será que tá acontecendo comigo, heim? Ando muito a fim desses garotinhos que ligam pra avisar a mãe que não vão voltar. Será que é a crise dos 30, Zé? Ou será que já que o cérebro de um de 20 é o mesmo que o de um de 50, então pelo menos vamos ficar com o melhor desempenho na corrida dos 100 metros rasos? Essa vida viu, Zé. Pode ser boa que é uma coisa. Já chorei muito, já doeu muito esse coração. Mas agora tô, ó, tá vendo? De pedra. Uma tora. Um macho.Na quarta eu não vi o senhor, mas será que o senhor me viu chegando cedinho, com o dia amanhecendo? Balada, Zé. E da boa. Sabe quem tava lá? Esse mesmo. Ele que veio me trazer, o senhor não viu? Ah, o senhor viu? Que vergonha. Eu tava meio caindo pelas beiradas não era? Era sono. Tá, um pouco disso e um pouco daquilo também, mas basicamente sono. O senhor não viu ele indo embora? Então somos dois. Mas vou confessar pro senhor: adoro quando eles vão embora sem me dar nenhum trabalho.Se eu cobro? Que é isso, seu Zé! Tá louco? Sou menina de família! Escritora, publicitária e a espera de um grande amor. Mas to me divertindo, ué. Não é isso que mandam a gente fazer? Quando a gente chora e escreve aquele monte de poesia profunda. Quando a gente se apaixona e tudo mais e enche o saco dos amigos com aquela melação toda. Não fica todo mundo dizendo pra gente parar de tanto drama e se divertir? Poxa, to só obedecendo todo mundo.Não é isso que todo mundo acha super divertido? Beber e fumar, e beber, e fazer sexo sem amor, e beber e fumar e dançar e chegar tarde e envelhecer e não sentir nada? Sabe Zé, no começo doeu não sentir nada. Mas eu consegui. Eu não sinto nada. Nada. Uns vem, uns vão. As garrafas tão lá, ao lado do lixo. As cinzas saem dançando por aí. As minhas vão junto. No dia seguinte eu acordo, tomo um banho, passo protetor solar, sento na minha varanda com o meu jornalzinho e ó: nada. Nadinha. Nem pena do mundo eu consigo mais sentir. Minha pureza era linda, Zé, mas ninguém entendia ela, ninguém acolhia ela. Todo mundo só abusava dela. Agora ninguém mais abusa da minha alma pelo simples fato de que eu não tenho mais alma nenhuma. Já era, Zé. É isso que chamam de ser esperto? Nossa, então eu sou uma ninja. Bate aqui no meu peito, Zé? Sentiu o barulho de granito? Quebrou o braço, Zé? Desculpa.Mas hoje é quinta, hoje tem visita. Hoje tem risada alta, tem festinha, tem maquiagem e música. O senhor promete que não me julga, Zé? Eu sei que você se atrapalha, liga aqui pra cima e fica até mudo. São tantos nomes, não é? Mas é só fazer que nem eu: chama todo mundo de “o outro”. Todos são outros. Porque o de verdade, Zé, o de verdade não existe. A gente chora, escreve lá umas poesias profundas, chora, mas um dia a gente acorda e descobre que esse aí não existe não.Amanhã é sexta, um novo dia. Um novo outro qualquer. Eu queria te dizer que eu sinto muito, Zé. Mas eu não posso te dizer isso porque a verdade é que eu não sinto mais nada. Nadinha, Zé.

Tati Bernardi

domingo, 29 de novembro de 2009


- A minha vida é um livro aberto.
-Mentira.
-É sim.
-É nada.
-É sim, tô falando.
-Então tá, mas só se for um livro aberto com um monte de página arrancada.
- (...)

sábado, 28 de novembro de 2009

Grey's Anatomy : Meu vicio.



"Nós passamos a viver na unidade cirúrgica. Sete dias por semana, 14 horas por dia... Ficamos mais juntos do que separados. Depois de um tempo, as regras de uma residência se tornam as regras da vida. Número um: sempre preste atenção ao placar. Número dois: faça o possível para se sobressair ao cara ao lado. Número três: não faça amizade com o inimigo. E, claro, número quatro: Tudo, tudo mesmo, é uma competição. Quem quer que tenha dito que ganhar não é tudo... Nunca segurou um bisturi na vida."

Podem falar o que quiserem mais eu AMO muito essa serie,amo tudo nela e não consigo por mais que eu tente achar um defeitinho bobo nela.Não existe.Ela consegue mexer demais comigo e não teve até hoje um episodio que eu tenha caido no choro no final quando a Meredith manda aqueles textos que te fazem pensar horas e horas.

Tipo essa "E que mesmo a maior falha, mesmo o pior erro possível, é melhor do que nunca tentar nada."

Bom,confesso que ainda penso nessa pequena frase todas as vezes quando quero desistir de algo por medo de não dar certo.E lembro que se não der certo,bom valeu a tentativa.Então vamos SEMPRE tentar,meus queridos!É isso que REALMENTE vale a pena.


Cansei de quem gosta como se gostar fosse mais uma ferramenta de marketing. Gostar aos poucos, gostar analisando, gostar duas vezes por semana, gostar até as duas e 18. Cansei de gente que gosta como pensa que é certo gostar. Gostar é essa besta desenfreada mesmo. E não tem pensar. E arrepia o corpo inteiro, mas você não sabe se é defesa pra recuar ou atacar. E eu gosto de você porque gostar não faz sentido.

Tati Bernardi

Coisas naturais da vida

As vezes eu fico aqui pensando no que você deve estar fazendo sem mim.Se você ainda tem os mesmos hábitos de antes,se você ainda fica na internet até tarde e se esquece de dormi.Lembro quando eu te falava que você não podia fazer isso porque no dia seguinte você ia estar um caco e você como sempre tão teimoso nunca me ouvia e no dia seguinte estava lá você caído no sofá,feito um caco.Fico aqui pensando se você ainda tem o sonho de ter uma família como você tinha há 2 meses atrás,se seus olhos ainda brilham quando você pensa em ter uma filha e segurava minhas mãos e me fazia imaginar como seria nosso filha,uma menina,uma linda menina e estabanada igual a mãe,porém linda como você mesmo dizia.Será que você continua repassando aqueles e-mails de corrente que você sempre me mandava e sempre ficava bravo quando eu não passava eles pra frente como deveria ser feito.Voce ficava bravo mais depois sentava do meu lado e procuva entender porque eu não fazia com eles o que deveria ser feito.Acredito que seus amigos ainda estão indo no seu apartamento todas as quartas assistir os jogos de futebol que você me chamava tantas vezes pra ir mais eu nunca tinha tempo,mais eu e você sabíamos perfeitamente que isso era uma desculpa porque eu nunca fui muito com a cara dos seus amigos e você nunca ligou muito pra isso e nem eu.Você deve estar empolgado com esse final de ano,porque ano que vem você vai começar um dos seus grandes sonhos que é fazer seu curso de cinema,ser um grande cineastra,"Quero ver meu nome escrito na cadeira do diretor." Eram essas as palavras que você usava quando eu perguntava do maior sonho da sua vida.Você nunca me incluiu no maior sonho da sua vida.Mais a minha principal e maior dúvida é saber se você ai no seu mundo de sonhos e realizações ainda pensa em mim,talvez minha maior duvida seja saber se você sente falta daquela namorada estabanada porém linda que nunca foi muito com a cara dos seus amigos e que imaginava com você como seria nossa filha e que principalmente ainda dedica todos os textos que escreve pra você.Bom,talvez sua rotina tenha mudado,talvez você durma mais e tenha outros sonhos além de ser um grande cineatra e ter uma família,talvez você nem queria mais ter uma menina e sim um menino.Tudo isso é tão natural pra mim que eu já estou conformada,porque é natural as pessoas mudarem suas rotinas e quem sabe assim mudar o rumo de suas vidas.Talvez você tenha mudado o rumo da sua vida pra quem sabe me esquece.Nunca vou saber se suas coisas ainda estão jogadas debaixo da cama e se você anda comendo direito e se você já me esqueceu.Prefiro novamente pensar que isso não passar de uma coisa natural da vida,porque natural é as pessoas se encontrarem e se perderem.Bom,há 6 meses eu te encontrei e há 2 eu te perdi...mais estou aqui repetindo pra mim mesma quase sem voz ..calma coração que isso não passa de coisas naturais da vida.É natural,apenas natural.


Mari Oliveira

Fortona e sem sentimentos

Cansei,cansei e cansei!repito isso mil vezes pra mim mesma deitada na minha cama ouvindo aquela música que me faz lembra daquela pessoa que foi embora um dia.Você.Talvez o problema de tanto cansaço seja justamente a falta que você me faz e justamente eu não querer aceitar um fato que esta na minha cara,e esta ai pra quem quiser ver que você ja se foi há 2 meses e você não tem a menor pressa e chances de voltar.Bom,também não sei se hoje eu te aceitaria de volta com os braços abertos esperando aquele abraço tão maior que eu e aquele seu cheiro de roupa limpa que me lembrava tanto minha casa e que me lembrava tanto o lado bom da vida.É,talvez eu sinta mesmo sua falta e isso doa tanto aqui dentro,porque parece que quando você foi embora você simplismente levou um pedaço meu que eu antes não conhecia nem sabia que era tão importante pra viver e pra enfrentar esses dias terrivelmentes chatos.Então vai,para com essa bobagem,para de bancar o homem forte que não tem sentimentos,para de fingir que é facil viver sem mim e que foi facil me esquecer.Vem me iludir mais um vez e vem me dizer no escuro do seu quarto que você é meu,meu Deus,um dia aquele homem foi meu.E onde eu estava quando isso aconteceu?quando ele foi realmente meu,de alma e certamente de coração?onde eu estava?Acredito que quando isso aconteceu eu estava vivendo em um sonho com esse homem ai,o fortão que não tem sentimentos e que ja me esqueceu,mais que um dia foi tão meu quanto eu fui tão sua.Talvez o que mais canse nessa historia toda é saber que você esta ai no seu mundo como antes,com os seus amiguinhos filhinhos de papai que você sabe que eu nunca fui muito com a cara deles.Você deve estar como há 6 meses atras antes de eu aparecer na sua vida e te roubar pra mim (ou tentar). Você deve estar feliz.Agora,você deve estar na academia malhando pra ficar mais fortão e mais sem sentimentos e me esquecendo mais do que você ja esqueceu.Pronto,ta decidido,vou para academia também quem sabe eu não malho igual você e não fico fortona e esqueço você,seu filho da puta de uma vez.É, ja to indo malhar,não sei como eu não pensei nisso antes,vo malhar meu corpo e tirar seu cheiro que ainda esta aqui e não há banho e perfume que faça você sair de mim e principalmente vou malhar meu cerebro e meu coração ,assim eu esqueço meu cansaço mental (até dei um nome bonito pra você) e mais do que nunca eu esqueço você!


Mari Oliveira

Toca,por favor!

Hoje eu to aqui igual uma louca esperando esse telefone tocar,fiquei pensando no que me deixaria mais feliz:esse telefone tocar e a dona da ótica falar que eu posso começa a trabalha amanha,ou você me ligando e falando que sente saudades.Cheguei ha uma conclusão e até que não foi o trabalho mais difícil.Podia ser a dona da ótica,mas podia ser você também alias,você tinha que estar aqui.Cadê você que não esta aqui pra me tranqüilizar e me jurar que as coisas vão dar certo? Cadê você pra me desejar um bom trabalho amanhã,meu primeiro dia de trabalho de toda minha vida e você resolveu ir embora e me levar junto.Mais,hoje eu resolvir voltar,voltar da onde você me tranco e achou que tinha jogado a chave fora que tinha me jogado fora.Hoje eu to aqui,em frente desse telefone quem nem uma louca fazendo tudo quando é tipo de promessa pra que ele toque,implorando pra Deus pra que por favor,faça esse telefone tocar e eu possa me encontra.Hoje eu acordei com muito medo ,esses medos filhos da puta que vão com você na onde você for,mais não era esse filho da puta que eu queria que me acompahasse ..aah eu queria que você seu filho da puta que se acha o dono do mundo,o senhor da razão,o dono de todos mais que no final não é dono de porra nenhuma,ele era dono so de uma verdadeira louca de pedra em frente ao telefone.Voce seu idiota,era só você que eu queria que segurasse minha mão e me jurasse como você fazia naquelas manhãs,tardes e noites que sim,que tudo iria ter um bom final.Esse era o seu bom final?essa é a merda do seu bom final?que tipo de final é esse que a moçinha fica plantadada em frente ao telefone esperando alguém vim socorrer ela e jurar como você fazia que tudo ia ficar bem.Quer saber?acho que o meu tão sonhado contos de fadas viro pelos avessos porque,você meu idealizado príncipe no final viro vilão e nem sapo mais você merece ser chamado..tadinho desse bixinho.Não tenho dó de você.Agora eu to me virando,tentando ver nesse novo e primeiro emprego uma chance de seguir em frente me tornando uma mulher e quem sabe deixar de ser a moçinha,não quero mais ser essa moçinha idiota que so toma no cú,porque,esses príncipes idealizados de hoje te trocam por uma vizinha peituda porque so sabem pensar com a cabeça de baixo. To indo embora,é isso mesmo i-n-d-o-e-m-b-o-r-a! Deixando tudo pra trás,começando de novo pela milessima vez e começo de novo quantas vezes forem preciso .To aqui na frente desse tefelefone que nem uma louca morrendo de medo e cheia de esperança,porque,quem sabe assim hoje não seja um novo começo pra eu finalmente poder por um ponto final nessa historia e esquece aquelas manhã,tardes e noites que um completo idiota que pensava com a cabeça de baixo me jurava que a historia iria ter um bom final.Esse idiota so esqueceu de me avisar que a historia era dele,não minha.E que o final feliz era dele e não meu.


Mari Oliveira
Eu preciso aprender a ser menos. Menos dramática. Menos intensa. Menos exagerada. Alguém já desejou isso na vida: ser menos? Pois é. Estranho. Mas eu preciso. Nesse minuto, nesse segundo, por favor, me bloqueie o coração, me cale o pensamento, me dê uma droga forte para tranqüilizar a alma. Porque eu preciso. E preciso muito. Eu preciso diminuir o ritmo, abaixar o volume, andar na velocidade permitida, não atropelar quem chega, não tropeçar em mim mesma. Eu preciso respirar. Me aperte o pause, me deixe em stand by, eu não dou conta do meu coração que quer muito. Eu preciso desatar o nó. Eu preciso sentir menos, sonhar menos, amar menos, sofrer menos ainda. Aonde está a placa de PARE bem no meio da minha frase? Confesso: eu não consigo. Nada em mim pára, nada em mim é morno, nada é pouco, não existe sinal vermelho no meu caminho que se abre e me chama. E eu vou... Com o coração na mochila, o lápis borrado, o sorriso e a dúvida, a coragem e o medo, mas vou... Não digo: "estou indo", não digo: "daqui a pouco", nada tem hora a não ser agora. Existe aí algum remedinho para não-sentir? Existe alguma terapia, acupuntura, pedras, cores e aromas para me calar a alma e deixar mudo o pensamento? Quer saber? Existe. Existe e eu preciso. Preciso e não quero.


Fernanda Mello

E eu te amo muito além de idas e vindas até a estrela.

- Sabe a garota do copo de água?
- Sei.
- Se parece distante, talvez seja porque está pensando em alguém.
- Em alguém do quadro?
- Não, um garoto com quem cruzou em algum lugar, e sentiu que eram parecidos.
- Em outros termos, prefere imaginar uma relação com alguém ausente que criar laços com os que estão presentes.
- Ao contrário, talvez tente arrumar a bagunça da vida dos outros.
- E ela? E a bagunça na vida dela? Quem vai pôr ordem?